7 de novembro de 2011

Não nos toleram…

É com um misto de tristeza e de orgulho que os vejo em vários fóruns a torcer por uns e outros contra o Benfica.
O que leva um portista assumido ou um sportinguista convicto a apoiar tudo o que mexe desde que seja contra o Benfica? Só se explica com o sentimento anti-Benfica. Ainda ontem depois do nosso jogo em Braga era ver a comunidade tripeira no facebook a escrever: “Força Sporting!!!” Patético? Bastante. Mas como explicar?
Não nos toleram. Não toleram os couratos e as roulottes. Não toleram a romaria. Não toleram a paixão, e não toleram o amor ao jogo. Basta ver… Só não vê quem não quer…
Não toleram. Não toleram esta ligação popular. Não toleram esta implantação nacional e internacional. Não suportam a forma como reiteradamente ignoramos uns e outros. Não suportam a forma como as nossas claques se não se lhes dirigem em jogos em que não estão presentes. Não suportam o nosso estádio e a nossa devoção ao mesmo. Não suportam a águia vitória e a forma como celebramos cada voo do nosso símbolo vivo. Não suportam a festa que fazemos no final de cada vitória. Não suportam o nosso sonho constante de novas conquistas. Não suportam a forma como depois de ganharmos queremos ganhar de novo. Não suportam o nosso passado. O de conquistas e resistência. Não suportam que tendo ficado várias vezes sem ter onde jogar sempre tenhamos arranjado uma solução. Não suportam que tenhamos resistido. Que nos tendo roubado uma equipa também a isso tenhamos subsistido. Não suportam ter apoiado um regime e ainda assim nos ter visto ganhar. Não suportam falar em ecletismo e sermos nós a tudo disputar. Não suportam planear um estádio e sermos nós a um estádio perfeito e completo terminar. Não suportam que façamos um centro de estágio sem nada às câmaras esmolar. Não suportam. Não suportam o Rui Costa e a forma como lhe chamamos “Maestro”. Não suportam o Eusébio. Não suportam a estátua que lhe fizemos e a forma como tratamos o melhor de todos nós. Não suportam que Aimar seja “el mago”. Não suportam “el conejo”. Não suportam o “takuara”. Não suportam que professores doutores tenham de invariavelmente imitar a inovação de um tipo com a 4ª classe. Não suportam as nossas ideias. Não suportam imitar o conceito de sócio. Não suportam ter de imitar os naming rights. Não suportam. Não suportam a inovação. Não suportam o agradecimento. Não suportam o mural dos fundadores ou os recordes do Guiness. Não suportam. Não suportam os garrafões de vinho e o chouriço assado no estacionamento em redor do estádio em véspera de cada jogo. Não suportam o vermelho sem riscas. Não suportam a nossa bandeira com a primeira equipa lá impressa. Não suportam o Cosme Damião. Não suportam a forma como 65000 pessoas torcem para um só lado durante 90 minutos. Não suportam como ganham e fazemos nós as manchetes. Não suportam ver-nos abrir noticiários. Não suportam ver cada ameaço de crise nossa transformar-se em assunto de Estado. Não suportam ver-nos pedir isenção à arbitragem. Não suportam ver-nos prejudicados e ainda assim resistir. Não suportam ver como nos aguentamos aos Xistras e Benquerenças. Não suportam. Não suportam a nossa identidade. Não suportam o fogo de artifício em Paris nos festejos de um título. Não suportam. Não suportam ver Luanda a gritar: “Benfica Campeão”. Não suportam ver o 4 de Julho chegar mais cedo a Nova Iorque. Não suportam. Não suportam que esta nossa identidade se sobreponha por vezes à própria nacionalidade. Não nos suportam. Não nos toleram. Pelo nosso amor ao jogo puro, pela nossa paixão à bola. Eles não nos toleram e eu… bem… Eu tenho muito, mas mesmo muito, orgulho nisso.
Viva o Benfica!!!

7 comentários:

  1. "E quem fala mal do Benfica, ou é de inveja, ou é de mágoa..."

    Grande texto, meu caro Quiebro...

    ResponderEliminar
  2. patriarca disse:


    E enquanto NÒS Benfiquistas formos COBARDES, Ingénuos e nos rebaixarmos ao Sistema Mafioso Corrupto Instalado, com a mania DOENTIA de sermos melhores, de sermos os maiores, de sermos diferentes, de darmos a cara de um e outro lado para nos agredirem com livre discrição, isto não muda, ou abrimos a pestana ou por muito que se faça, se gaste dinheiro em jogadores, se tenha um plantem dos melhores da Europa, NADA SE GANHA, porque nós somos os COITADINHOS, somos os Bons, somos os que tudo fazem com lizura de procedimentos e esses nem juízo ganham, porque andarão sempre a perder e se porventura alguma vez se ganha é porque o sistema deixa, para dar a entender á Europa, á uefa, que não é aquilo que os Benfiquistas dizem eles até não são Mafiosos, eles SÃO AS VITIMAS e é nessas que nós benfiquistas também acreditamos, embora o nosso consciente saiba que não é assim, mas o Crime compensa e então porque nós não somos também infractores ???!!!!

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente, o tempo é agora muito pouco para uma busca e uma leitura atentas do que por aí se escreve nos blogues Benfiquistas.
    Sem qualquer menosprezo mas apenas porque não tenho tempo, não me identifico ou não encontro matéria para comentar, quase nunca comento.
    Abro aqui uma excepção.
    Excelente texto, excelente percepção do que é o "sumo" do Glorioso Benfica, a sua Força, o seu Espírito, a sua Alma.
    Identifico-me com o texto. Não conseguiria expressar-me sequer um pouquinho que fosse ao nível do que aqui está expresso.
    Um texto de Benfiquismo puro.

    ResponderEliminar
  4. Em relacao ao anonimo subscrevo por inteiro e considero ser essa a principal razao por que temos andado nesta vida airada ha 30 anos ou mais.

    ResponderEliminar
  5. Eles não nos toleram porque todos nós suportamos o Benfica, onde quer que vá faça chuva ao sol, nunca estará sozinho.

    Viva o BENFICA

    ResponderEliminar